A escolha do seu gato ou cachorro de raça: comece por aqui Categoria: Raça | 8 de Fevereiro de 2012 | Por: Aline Ailetos 0

Para a escolha da raça de cachorro ou gato é preciso considerar características físicas, temperamentais e, inclusive, as doenças típicas. Não adquira um animal de raça apenas por achá-lo bonito, ou por estar na moda.

Eu não escondo de ninguém que sou fã absoluta dos vira-latas, atualmente tenho cinco deles entre cães e gatos e, considerando todos os animais que eu já tive até hoje, apenas uma cachorra era de raça, a qual eu não posso afirmar que era totalmente pura.

No entanto, muitas pessoas gostam de cães e gatos de raça e um grande número destes animais sofrem do abandono tanto quanto os animais sem raça definida, senão mais. Não é raro encontrar um cachorro ou um gato de raça, em geral adulto, disponível para adoção. Como estes animais são comprados, eles correm o risco de serem mais facilmente confundidos com objetos, que são descartados quando perdemos o interesse.

Tendo isso em mente, eu resolvi escrever uma série de postagens sobre as características físicas, temperamentais e, principalmente, sobre as doenças típicas das raças. Como já escrevi aqui anteriormente, cães e gatos de raça são mais propensos a desenvolverem doenças, uma vez que o ser humano interfere na seleção dos indivíduos que irão se reproduzir, baseando-se apenas em atributos físicos, o que pode trazer vários problemas genéticos.

Leia também: Considere os problemas das raças de cães e gatos

Entretanto, antes de iniciar esta série, gostaria dar algumas sugestões que podem ser pensadas antes da escolha da raça, para que você possa encontrar o cachorro ou o gato que mais combina com a sua personalidade e o seu estilo de vida.

 

A escolha da raça

Antes de iniciar o processo da escolha da raça do seu cão ou do seu gato, considere que existem milhares de animais sem raça definida ou com mistura de raças disponíveis para adoção. É possível encontrar o bicho que cabe perfeitamente em sua vida sem recorrer aos animais de raça. E se você possui restrições quanto ao temperamento, quantidade de pelos ou porte, você pode ainda adotar um animal adulto.

Leia também: Adotar um animal adulto: considere esta ideia

Se você já se certificou de que realmente quer um cão ou gato de raça, tenha em mente que a escolha da raça vai além da sua aparência ou do fato de estar na moda. As características físicas como tamanho, cor e comprimento dos pelos podem ser importantes, principalmente se você possui pouco espaço para o seu novo bicho de estimação, ou se você tem pouca disponibilidade para escovação e banhos frequentes. Porém, considere também outros atributos, como o temperamento, a energia, a capacidade de convivência com crianças ou outros animais, a capacidade de aprendizagem, o custo da compra de um filhote ou a disponibilidade da raça para adoção e as doenças frequentes da raça.

 

Características físicas e temperamentais

Existem as raças maiores e menores, mais ativas e mais tranquilas, mais dóceis e mais agressivas, mais inteligentes e mais difíceis de serem educadas, de pelo longo e de pelo curto e a escolha de uma raça com este ou aquele atributo depende do que você tem a oferecer e do trabalho ao qual você está disposto a ter para os cuidados deste animal. Se você tem pouco espaço, ou não tem muito tempo disponível para passeio ou outras alternativas para o gasto de energia, um animal ativo não deve ser a sua opção. Se você não quer ter muito trabalho com sujeira ou pelos, animais de pelo curto e os de mais fácil aprendizado talvez sejam mais indicados. Se você possui crianças ou outros animais, talvez seja desaconselhável adquirir um animal de uma raça costuma ser mais agressiva.

 

Compra de filhote ou adoção de adulto

Para adquirir um filhote de raça, muitas vezes se faz necessário gastar de centenas a alguns milhares de reais, dependendo da raça escolhida. Filhotes de raça disponíveis para adoção são poucos e, geralmente, concorridos. Além disso, muitos destes filhotes não são de raças puras. Contudo, caso não seja fundamental adquirir um filhote, existem opções de animais adultos de várias raças disponíveis para adoção. Basta aguardar um animal da raça escolhida aparecer para adoção.

 

Doenças da raça

Além da compra do filhote, as pessoas que querem um gato ou um cachorro de raça devem ter consciência da possibilidade de maiores gastos veterinários, uma vez que muitas raças estão mais suscetíveis a determinadas doenças. Para minimizar essa possibilidade de emergências veterinárias, é importante analisar qual é o controle dessas doenças feito pelo criador. Após conhecer todas as doenças frequentes da raça escolhida, procure criadores sérios, que esclareçam todas as suas dúvidas quanto a estas doenças e que, principalmente, façam exames para investigar a saúde dos seus animais.

 

Outras considerações importantes

Vale ressaltar que animais de raça nunca devem ser considerados símbolos de status social ou objetos de desejo. Estes animais são, antes de tudo, vidas que passarão a depender integralmente dos seus cuidados. E vidas, sejam humanas, caninas, felinas ou de quaisquer outras espécies, são sempre importantes e, principalmente quando estão sob nossos cuidados, merecem nosso respeito e comprometimento. Tenha consciência desta aquisição e a encare com responsabilidade.

Seja o seu bicho de estimação de raça ou não, jamais o abandone.

Aguarde, que em breve teremos o guia das raças de cachorros e de gatos.

Aline Ailetos

Blog | Twitter | Facebook | Google+

Introvertida, observadora, bióloga de formação. Apaixonada pelos bichos de estimação e sensibilizada pela causa animal. Defensora da guarda responsável de animais domésticos.

© Meu dono é o bicho - Todos os direitos reservados.
Não é permitida a cópia parcial ou total deste texto. Plágio é crime previsto pela Lei nº 9610/08.

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados por *

*
*