Adotar um animal adulto: considere esta ideia Categoria: Adoção | 25 de Outubro de 2011 | Por: Aline Ailetos 0

Saiu sábado passado esta matéria expondo 12 motivos para a adoção de animais adultos. A adoção em si já é um ato muito bonito, porém ainda é necessário abrirmos o coração para os cães e gatos adultos que estão em grande desvantagem com relação aos filhotes na obtenção de lares definitivos. A preferência por filhotes é muito maior, resultando em um grande número de animais adultos encalhados em abrigos e lares temporários.

É incontestável que é uma delícia adquirir um animal desde pequeno e acompanhar todo o seu desenvolvimento. No entanto, a adoção de um adulto tem também diversas vantagens e, além destas, você poderá oferecer uma vida digna a um bicho com oportunidades muito reduzidas, simplesmente por não ser mais aquele filhote fofo. Eu sempre adotei filhotes, até que apareceu a Ivvi, sendo ela o exemplo vivo de que adotar um animal adulto é realmente muito bom. Por esta razão resolvi compartilhar desta minha experiência, com base nos benefícios da adoção de animal adulto relatados na matéria supracitada.

 

Personalidade e porte definidos

Quando se busca por um animal desejando-se comportamentos e tamanhos específicos, a chance de você errar na escolha quando adota um filhote é muito grande, uma vez que ele ainda passará pelo processo de amadurecimento físico e comportamental. No caso dos cachorros, o porte é uma característica de extrema importância, pois é muito variável, está diretamente relacionado ao gasto com a alimentação e deve ser considerado dependendo do espaço que se tem disponível. Não chegamos a nos preocupar com a personalidade da Ivvi antes de ela ser adotada, porém já sabíamos que ela tinha o tamanho ideal para o que buscávamos.

Crédito: me’nthedogs

Existem situações, como a presença de crianças ou outros animais, em que o comportamento do animal também é uma característica muito importante e que deve ser considerada antes da adoção a fim de se evitar eventuais problemas e devoluções. Adultos já apresentam suas características comportamentais definidas e com uma rápida conversa com quem esteve com o animal até o momento da adoção você saberá se ele é compatível com o que estava buscando. O que mudou do comportamento da Ivvi foi o de ser inicialmente uma cachorra tensa e assustada ao se ver em um novo ambiente para uma cachorra tranquila e carinhosa depois de efetivamente adaptada.

 

Treinamento é possível

Muitas pessoas acreditam que um animal adulto já vem com seus vícios de comportamento e que nunca mais poderão ser educados. Porém, os animais são capazes de aprender durante toda a sua vida. É engraçado como a Ivvi se adaptou muito melhor à rotina e às regras da casa do que o Otto que foi adotado quando filhote. Ela é muito mais obediente que ele e até o influenciou, já que ele se tornou mais obediente depois que ela chegou.

 

Compatibilidade e companheirismo com o dono

Muitos de nós temos expectativas com relação ao comportamento dos nossos bichos de estimação e elas estão diretamente ligadas às nossas características. Se somos ativos, buscamos animais dispostos a gastarem energia conosco, se somos tranquilos, buscamos um bicho que goste de passar seu tempo deitado perto de nós. Tenho certeza de que a Ivvi combina mais com a disposição da minha família do que o Otto. Ela é mais calma e amorosa, enquanto que o Otto exige muita atenção. Ele quer brincar o tempo todo, ainda bem que ela nos ajuda a gastar um pouco da interminável energia dele.

 

Nada como aquele olhar de gratidão

Para mim a gratidão é o que mais se evidencia quando se adota um animal adulto. A maneira como a Ivvi nos olha é diferente do olhar de todos os outros cães que já tivemos e que estiveram conosco desde filhotes. No geral, os animais adultos tem maior percepção de que foi você o responsável por trazer grande melhora em suas condições de vida e se tornam bastante gratos a você por isso. A gratidão destes animais pode se expressar de diferentes maneiras, seja através do olhar, seja pelo companheirismo ou pela obediência. Ter um bicho assim perto de nós é muito bom.

 

Ficam encalhados e você vai gastar menos

Adotar um animal adulto é uma ótima maneira de demonstrar que realmente gostamos de cães ou de gatos, pois estamos dando uma oportunidade a um animal que dificilmente conseguiria um lar. Antes de a Ivvi vir para casa, as pessoas envolvidas no resgate dela estavam disputando para ver quem não ficaria com ela. Por fim, estavam deixando-a com uma pessoa que já tinha vários cães para viver em um local em que somente poderia ficar acorrentada. Com isso, pudemos oferecer carinho, espaço e atenção adequados a um animal que não os teria.

Com relação aos gastos, no nosso caso tivemos com a Ivvi todos os gastos com vermifugação, vacinação e castração. No entanto, em muitos casos, os animais adultos já estão castrados e vacinados, condições que muitas vezes não são possíveis de se encontrar em filhotes.

 

Menos artes, menos sujeira, adaptação mais rápida e maior independência

Eu devo ter perdido umas 20 noites de sono na época em que o Otto era filhote. Ele chorava dia e noite, não queria ficar sozinho nunca. Depois que ele cresceu um pouco, comecei a perder sapatos. Com a Ivvi nada disso aconteceu e nenhum xixi dela foi encontrado em local indevido. Filhotes demoram mais a se adaptarem ao novo ambiente e a aprenderem o que é certo e o que é errado. Fora que exigem muito da nossa atenção. Desta maneira, muita gente como eu acaba se arrependendo de ter adotado este seu bicho de estimação. Nada como adotar um adulto para quem não pode dedicar a atenção necessária a um filhote.

 

Considerações finais

Muitas pessoas ainda optam por adquirir um animal de raça justamente por terem uma melhor definição quanto às características físicas e comportamentais que o seu bicho terá quando adulto. No entanto, temos sempre que ter em mente que existem milhares de animais em abrigos precisando de um lar, sejam eles de raça ou não. Não condeno a compra de animais de raça ou a adoção de filhotes, apenas gostaria de ressaltar as vantagens da adoção de animais adultos, pois muitas pessoam nem consideram este tipo de adoção. Uma pessoa que opta por esta prática, realiza uma grande contribuição tanto para o bicho adotado quanto para as populações de cães e gatos abandonados de uma maneira geral. Portanto, considere esta ideia!

Aline Ailetos

Blog | Twitter | Facebook | Google+

Introvertida, observadora, bióloga de formação. Apaixonada pelos bichos de estimação e sensibilizada pela causa animal. Defensora da guarda responsável de animais domésticos.

© Meu dono é o bicho - Todos os direitos reservados.
Não é permitida a cópia parcial ou total deste texto. Plágio é crime previsto pela Lei nº 9610/08.

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados por *

*
*