Dicas de cuidados para gatos – Higiene Categoria: Cuidados | 28 de Março de 2012 | Por: Aline Ailetos 8

Ao adquirir um gato adulto ou filhote tenha em mente que é preciso cuidar da sua higiene. Para isso é recomendado dar banhos, escovar os pelos e os dentes, limpar as orelhas e, em alguns casos, tosar e limpar os olhos. É importante iniciar estes cuidados quando o gato ainda é filhote, pois assim ele os aceitará mais facilmente.

Este artigo faz parte da série Dicas de cuidados para gatos.

Nos artigos anteriores eu abordei os cuidados básicos necessários com a saúde e a segurança dos nossos gatos. No artigo de hoje eu trago dicas de cuidados relativos à higiene, que também são indispensáveis para se criar um gato. Assim como ocorre com a saúde e a segurança, o dono é responsável por cuidar da higiene do seu animal de estimação, a qual é também um preceito da guarda responsável.

Leia também: Alguns tópicos sobre a guarda responsável

 

Dando banho em gatos

Apesar de o gato ser um animal bastante asseado e se limpar com suas lambidas, muitos veterinários e donos de gatos recomendam que sejam dados banhos em tempos regulares nos felinos. A regularidade dos banhos depende de alguns fatores como os hábitos do gato e o comprimento dos pelos. Gatos que têm acesso a quintais ou à rua, entram em contato com terra, outros animais e até mesmo muitos parasitas. Nestes gatos é recomendado dar banhos quinzenais ou até mesmo semanais. Gatos de pelos semi-longos ou longos, mesmo que não saiam a quintais ou rua podem tomar banho a cada 15 dias e gatos de pelos curtos que vivem apenas dentro de casa ou de apartamento podem tomar banho uma vez por mês.

Pessoas alérgicas a gatos podem conviver com os felinos se derem banhos regulares em seus gatos, uma vez que o banho ajuda a remover a proteína da saliva causadora da alergia e que fica nos pelos do bichano quando este se lambe. Além desta proteína, o banho ajuda a remover o pó acumulado nos pelos do gato, além dos próprios pelos soltos, ajudando também a diminuir os pelos na casa.

Crédito da foto: hipsxxhearts
gato molhadoEm muitos casos, o banho em gatos podem não ser uma tarefa fácil, pois muitos felinos não gostam de tomar banho. Isso faz com que seja interessante começar a dar banho no seu gato desde que ele ainda é filhote. Contudo, tomando-se os devidos cuidados, é possível acostumar seu gato adulto a tomar banho.

O ambiente escolhido para dar banho no gato deve ser seguro e tranquilo para evitar a fuga do bichano e para que ele fique calmo. A água deve ser morna e pode ser reservada em uma bacia antes de começar o banho, pois utilizar a água diretamente do chuveiro pode assustar o gato. É preciso evitar que entre água nos ouvidos do gato, pois do contrário podem surgir inflamações de ouvido. Para isso, pode ser colocado um chumaço de algodão nos ouvidos, os quais devem ser retirados após o banho. Mesmo com o algodão, a cabeça do gato deve ser molhada e ensaboada com cuidado para que, além de não molhar os ouvidos, não ocorra a irritação dos olhos. É muito importante também utilizar shampoos e sabonetes próprios para gatos, os quais devem ser totalmente removidos através de um bom enxague com água.

Após o banho, é preciso secar muito bem o gato com toalhas, pois os pelos úmidos podem favorecer o aparecimento de fungos. Pode-se utilizar secador em gatos mais calmos, mas muitos deles se assustam com o barulho. Se o secador for utilizado, não o deixe muito forte, pois pode queimar o gato. Em dias quentes, é possível deixar que o seu gato se seque ao sol.

 

A escovação e a tosa dos pelos dos gatos

Ao se lamber o gato ingere muitos pelos soltos, formando as indesejadas bolas de pelo que geralmente são eliminadas, mas que, em alguns casos, podem provocar obstruções do trato digestório dos felinos. A escovação regular dos pelos ajuda a reduzir esta ingestão de pelos e também a diminuir a quantidade de pelos soltos pela casa. Dessa forma, é recomendado escovar o seu gato ao menos três vezes por semana.

A escovação de gatos de pelos longos é ainda mais importante para evitar a formação de nós. Em geral, estes gatos devem ser também tosados, mas este procedimento deve ser realizado por um profissional especializado.

 

Escovando os dentes dos gatos

Assim como nós, gatos podem apresentar doenças periodontais se não forem tomados os devidos cuidados com a higiene bucal. A falta de limpeza dos dentes do gatos favorece o acúmulo da placa bacteriana e a formação do tártaro, o que promove inflamações, podendo resultar na perda dos dentes. Ainda, estas inflamações podem favorecer o desenvolvimento de quadros mais graves, como doenças renais e cardíacas.

Dessa forma, é muito importante promover a limpeza dos dentes dos gatos através da escovação diária ou ao menos três vezes por semana. Este cuidado em geral é fácil principalmente porque os gatos costumam gostar do sabor do creme dental. Os meus gatos sempre formam fila para escovarem os dentes!

Para aprender e acostumar o seu gato a escovar os dentes eu recomendo que assista o vídeo encontrado no link abaixo. O áudio está em inglês, mas é possível entender que se trata de um treinamento de quatro semanas, em que na primeira semana o gato se familiariza com gosto do creme dental, na segunda semana ele se acostuma com você passando com o dedo o creme dental nos dentes dele, na terceira semana ele se acostuma com o creme dental na escova e na quarta semana é possível escovar normalmente os dentes do gato. No vídeo ainda é indicado dar alguma recompensa ao gato para que ele associe a escovação dos dentes a um evento agradável.

Vídeo: Escovando os dentes do seu gato

Através do vídeo também é possível ver como se escova os dentes do gato. A escovação deve ser feita apenas pelo lado de fora dos dentes, uma vez que na região interna a própria língua áspera do gato cuida da limpeza dos dentes. Utilize escova própria para gatos para não machucar a gengiva do seu bichano, além do creme dental próprio para animais.

Mesmo com a escovação dos dentes dos gatos, é possível que seja necessário o tratamento veterinário para a remoção do tártaro. Dessa maneira, leve sempre o seu gato ao veterinário para que ele verifique as condições gerais de saúde do bichano, incluindo-se a situação dos dentes.

 

Limpeza de orelhas e olhos dos gatos

A limpeza das orelhas dos gatos deve ser feita com algodão e produto próprio. Nunca introduza cotonetes ou outros objetos na parte interna do ouvido do bichano para não machucá-lo ou levar parasitas que podem provocar infecções. Para a limpeza da região interna do ouvido pode-se apenas pingar o produto de limpeza próprio. É importante estar sempre atento para qualquer alteração das orelhas e ouvidos do gato e se estes apresentarem sujeira em demasia, secreção ou se o gato se coçar excessivamente, é preciso procurar um médico veterinário.

Em algumas raças de gatos que possuem o focinho achatado, como é o caso do gato persa, a drenagem das lágrimas é ruim e estas se acumulam na região saliente do focinho, formando uma mancha marrom. Neste caso é possível remover esta mancha ou o excesso de lágrimas com algodão e soro fisiológico. Em casos de vermelhidão dos olhos ou uma quantidade anormal de lágrimas, é indicado procurar o auxílio do médico veterinário.

 

Cortando as unhas dos gatos

Mesmo não sendo propriamente um cuidado de higiene, eu costumo recomendar o corte das unhas dos gatos, pois estas quando crescem muito acabam se tornando bastante afiadas e danosas a tecidos humanos, estofados de sofás e móveis de madeira. Além disso, quando os gatos estão com as unhas muito compridas, eles se enroscam com facilidade em muitos lugares. Dessa forma, é possível cortar apenas as pontinhas das unhas do seu gato a cada 15 ou 20 dias, tomando cuidado para não atingir a irrigação sanguínea, a parte rósea da unha e que se atingida promoverá sangramento e dor.

Mantenha estes cuidados básicos com a higiene do seu gato e ele será lindo e saudável e viverá com você por muitos anos.

Aline Ailetos

Blog | Twitter | Facebook | Google+

Introvertida, observadora, bióloga de formação. Apaixonada pelos bichos de estimação e sensibilizada pela causa animal. Defensora da guarda responsável de animais domésticos.

© Meu dono é o bicho - Todos os direitos reservados.
Não é permitida a cópia parcial ou total deste texto. Plágio é crime previsto pela Lei nº 9610/08.

8 Comentários

  1. 13 de Fevereiro de 2013 às 11:58 am
    Gabriela

    Queria saber como limpar a escova do pêlo de gato.A do meu Pipoca já está cheia de pêlos,e eu não sei como limpá-la!

    • 14 de Fevereiro de 2013 às 9:13 am
      Aline Ailetos

      Olá Gabriela,
      Não sei como é a escova do seu Pipoca, mas para tirar os pelos da escova dos meus gatos eu só passo a mão e sai tudo. Faço isso sempre que os escovo, pois a escova fica sempre com muitos pelos.

  2. 23 de Fevereiro de 2013 às 10:08 am
    ivonaldo araujo de souza

    QUAL CREME DENTAL USAR PARA A HIGIENE BUCAL DO MEU GATO PERSA? SEM PREJUDICAR SUA SAÚDE!

    • 25 de Fevereiro de 2013 às 11:46 am
      Aline Ailetos

      Olá Ivonaldo,
      Nos meus gatos eu uso e recomendo o creme dental da Virbac. Acredito que ele possa ser usado em seu gato persa.

  3. 21 de Maio de 2013 às 4:07 pm
    Ana Pimentel

    Boa tarde eu gostaria de saber esta questão eu ja tenho uma gata com Um ano e agora adquiri um gatinho bebe eu gostava de saber se devo habituar o gatinho a fazer as necessidades na mesma caixa que a gata ou numa caixa diferente,obrigada.

    • 23 de Maio de 2013 às 9:19 am
      Aline Ailetos

      Bom dia Ana,

      Você pode disponibilizar outra caixa de areia, porém deixe-os livres para que usem ambas. O ideal é ter uma caixa para cada gato mais uma para que eles tenham areia o suficiente para utilizarem.

  4. 9 de Outubro de 2013 às 1:32 pm
    Diana

    Olá, tenho 3 gatos (2 gatas e um gato com um ano e 4 meses), noto que ele se sente atrapalhado quando tem as orelhas sujas, que produto posso adquirir para limpar as suas orelhinhas? Ele normalmente tem um mau cheiro no ânus enquanto as outras não são assim o que posso fazer para evitar este cheiro?

    • 14 de Outubro de 2013 às 4:20 pm
      Aline Ailetos

      Se ele fica atrapalhado, seria bom verificar se é somente sujeira ou algo mais nas orelhas que possa estar incomodando. Acho interessante levá-lo a um veterinário para dar uma olhada nas orelhas, assim como para verificar este mau cheiro.

Deixar um comentário a Gabriela

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados por *

*
*