Melhorando o bem-estar do meu bicho Categoria: Bem-estar | 21 de Setembro de 2011 | Por: Aline Ailetos 0

Escrevi um post anteriormente sobre o direito que os animais tem ao bem-estar. Felizmente, nos últimos tempos, tem-se dado maior atenção a esta questão. No entanto, muitos de nós donos de animais ainda não sabemos o que é e do que se trata o bem-estar. E como podemos promovê-lo aos nossos bichos de estimação sem sabermos o que é? Dessa forma, considerando a importância e o desconhecimento acerca deste assunto, resolvi fazer umas pesquisas para tentar trazer uma definição do bem-estar e uma consideração sobre o nosso papel nesta questão.

Já contei antes e bem superficialmente sobre a história da domesticação dos cães e gatos feita pelo homem e a responsabilidade nossa por estas duas espécies, resultante deste processo. No geral, a humanidade deve zelar pelos animais que foram domesticados e que, por consequência, compartilham conosco o ambiente urbano e rural e, mais especificamente, cada pessoa deve cuidar adequadamente ao menos dos animais que foram inseridos no seu convívio familiar. Estes animais vivem em um ambiente preparado por nós e sob as condições que oferecemos a eles. É devido a isto, portanto, que estamos diretamente ligados ao bem-estar dos nossos bichos de estimação.

O bem-estar deve ser entendido como o estado em que o animal se encontra ao relacionar-se com o ambiente em que vive e ao enfrentar as situações decorrentes. Não podemos oferecê-lo a um animal, mas podemos prover condições para que este tenha um melhor bem-estar, o que é refletido em sua saúde e em seu comportamento. Dessa forma, o bem-estar de um animal se associa as suas necessidades, as suas liberdades, a sua saúde, a sua capacidade de se adaptar ao meio e às sensações de dor, sofrimento, tédio, estresse e felicidade.

Com isso, e de acordo com as cinco liberdades propostas pela Associação Mundial de Veterinária (WVA) para a promoção do bem-estar animal, nós devemos garantir que os nossos bichos estejam livres:

Aline Ailetos

Blog | Twitter | Facebook | Google+

Introvertida, observadora, bióloga de formação. Apaixonada pelos bichos de estimação e sensibilizada pela causa animal. Defensora da guarda responsável de animais domésticos.

© Meu dono é o bicho - Todos os direitos reservados.
Não é permitida a cópia parcial ou total deste texto. Plágio é crime previsto pela Lei nº 9610/08.

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados por *

*
*